Home Login
Fundação Gil Eannes Fundação Gil Eannes Fundação Gil Eannes

Navio Correio

No Mar Alto, as funções de recepção e distribuição de encomendas e correio, eram totalmente desempenhadas pelo N/m "Gil Eannes". Assim, eram manuseadas a bordo cerca de um milhar de encomendas recebidas em Lisboa para os navios e suas tripulações e recebidas e/ou distribuídas cerca de setenta a oitenta mil cartas trocadas entre os pescadores e os seus familiares. Por vezes juntavam-se a bordo, para selar, cerca de três a quatro mil cartas e, não é fácil imaginar quantos voluntários eram necessários para ajudar o tripulante encarregado desse serviço.

Ainda que possa haver quem pense que este serviço de correio não teria grandes dificuldades, independentemente dos pescadores com o mesmo nome e em navios diferentes, repara-se neste envelope recebido no N/m "Gil Eannes" em plenos bancos da Groenlândia:

Ex.mo Senhor

Navio Bilas
Ferreira Grave
Terra dos Cronos - Onde se vai meter o isco


Isto "traduzido" significava:

Ex.mo Senhor

N/m Allan Villiers
Faeringhehavn
A terra dos cronos era a terra onde a moeda era o "crown" dinamarquês e, Faeringherhavn era, de facto, a terra onde alguns veleiros se abasteciam de isco.

 

Mário C. F. Esteves
(Comandante do Navio Gil Eannes de 1959 a 1971)

Lisboa, 18 de Janeiro de 1996

 

Notícia
Recrutamento