Home Login
Fundação Gil Eannes Fundação Gil Eannes Fundação Gil Eannes

Navio Rebocador

Tanto alguns navios de frota à linha, como alguns arrastões beneficiaram do facto do N/m "Gil Eannes" estar preparado para ser utilizado como navio rebocador, para resolução de alguns dos seus mais graves problemas. As mais de três mil milhas com navios a reboque, representaram, sem dúvida, um grande contributo a favor da economia, não só dos Armadores, mas também Nacional. A título de exemplo, e sem de forma alguma esgotar o assunto, posso mencionar que, gozaram deste tipo de assistência - reboque - os seguintes navios:

Lugre Coimbra - dos bancos da Terra Nova para St. John's com avaria no motor principal.
Arrastão Invicta - dos bancos da costa do Labrador para St. John's com avaria numa pá do hélice reversível.
Arrastão Lutador - dos bancos do Sul da Groenlândia para o porto de Hollsteinborg, no Norte, com uma rede de pesca a imobilizar o motor e o leme.
Lugre Gazela I - de Noroeste dos Açores para o porto de St. John's, no início da sua campanha de pesca, com avaria no motor propulsor;
N/m Celeste Maria - do Norte dos Açores para o porto de St. John's no fim da sua campanha de pesca, com avaria irreparável no mar no motor propulsor;

Outras assistências do mesmo tipo de reboque se cumpriram, como por exemplo ao arrastão Álvaro Martins Homem, ao N/m "Inácio Cunha" por exemplo mas, para não tornar demasiadamente extenso este apontamento escuso-me de as enumerar. Além de que, a precisa memória dos factos também já vai falhando.

 

Mário C. F. Esteves
(Comandante do Navio Gil Eannes de 1959 a 1971)

Lisboa, 18 de Janeiro de 1996
 

Notícia
Recrutamento